A prova do Mónaco começou com 14 pilotos na grelha de partida, mas, só 7 terminaram a prova. Tendo em conta que o traçado do Mónaco não permite descuidos por parte dos pilotos era esperado que alguns não chegassem ao fim, no entanto, ainda antes de se completar 50% da corrida já 50% dos pilotos tinham desistido devido a acidentes.


Na qualificação os mais rápidos foram Nélson Lira, André Vitória e Paulo Sousa. Durante a corrida Nélson Lira arrancou bem e distanciou-se dos restantes pilotos, evitando assim ser levado na onda de acidentes que sucediam a cada volta. O pódio coube assim a Nélson Lira, André Vitória e Tiago Lopes. A volta mais rápida em pista foi de Nélson Lira com 1:19.347. De salientar que a estratégia dos pilotos no pódio foi de apenas uma paragem na box. A classificação geral do campeonato coloca Nélson Lia no primeiro lugar, seguido do colega de equipa Domingos Vaz e no terceiro lugar André Vitória.