A prova de Silverstone contou com 18 pilotos na linha de partida. A prova de qualificação ditava a pole position para João Barbosa seguido por Marco Félix e Sérgio Azevedo.
Ao apagar das luzes vermelhas Marco Félix arranca melhor e consegue ganhar a primeira posição a João Barbosa, entretanto Sérgio Azevedo cai para a quinta posição, na segunda volta acaba por ter um pequeno toque com Nuno Abreu e fica atravessado na pista, sendo que aguardou que todos os pilotos circulassem em segurança e só depois retornou à prova, mas já na posição 18. Assim ficava traçado o destino de Sérgio Azevedo, fazer uma corrida de trás para a frente a partir da segunda volta.
Na frente as coisas corriam relativamente bem aos primeiros, no entanto, João Barbosa na volta 10 trocava de posição com Marco Félix e voltava a liderar a prova.
A merecer destaque estava também Carlos OConnor que tinha arrancado da box devido a penalização na prova de RedBull Ring e que viria a terminar em oitavo lugar, recuperando assim nove posições, e claro que Sérgio Azevedo que a partir da segunda volta teve a recuperar a partir do último lugar até chegar ao quarto lugar.
No entanto João Barbosa, devido a ultrapassar a linha de trajectória da pista, sofre uma penalização de Stop & Go, ao cumprir essa penalização excede a velocidade permitida na entrada da box e volta a ter que cumprir mais uma penalização ficando assim remetido para o quinto lugar. Quem beneficiou com esta situação foi Marco Félix que termina a prova em primeiro lugar seguido de Nuno Abreu e Rui Oliveira.
Neste momento a classificação de pilotos é a seguinte:

1 .: Marco Félix :. 136 pts

2 .: João Barbosa :. 135 pts

3 .: Sérgio Azevedo :. 124 pts

Numa corrida marcada pelas diversas lutas por posição, Marco Félix e Joao Barbosa foram o expoente máximo dessas lutas, com uma disputa de quase 10 voltas pelo primeiro lugar com Joao Barbosa a conseguir reclamar o 1º lugar e não mais o largar ate ao final da corrida. Sergio Azevedo que depois do incidente na T1 caiu para os últimos lugares, a fazer uma excelente recuperação terminando no lugar mais baixo do pódio.

Na próxima ronda iremos a Silverstone e com certeza teremos mais uma emocionante corrida.

A última prova do campeonato GT3 foi ganha por João Barbosa, sagrando-se assim campeão do campeonato GT3. A Classificação final do campeonato de pilotos ficou ordenada da seguinte forma:

1 - João Barbosa
2 - Sérgio Azevedo
3 - Adam Karkuszewski
4 - Zé Almeida
5 - Pedro Lopes

A classificação final por equipas foi a seguinte:

 

 

Na primeira prova do campeonato Porsche SuperCup disputada no Mónaco e com 23 pilotos à partida, foi João Barbosa a vencer. Levou a melhor sobre Sérgio Azevedo, 2º classificado, e Marco Félix, que se teve de contentar com o lugar mais baixo do podium. Os dois estiveram envolvidos numa acesa luta durante várias voltas para apenas na ultima volta se definir as posições finais.

Foi uma corrida com muita chapa amolgada, propicia deste traçado, mas também com óptimas prestações com destaque para Marco Preda e Nuno Fernandes, que saindo da cauda do pelotão lograram um 10º e 12º lugar respectivamente!!

Fruto das excelentes lutas em pista, prevê-se uma corrida empolgante na próxima ronda em REDBULL RING.

Até lá!

No circuito de Most iniciaram a prova 25 pilotos num grelha de partida onde João Barbosa era o primeiro, seguido por Adam Karkuszewski, o terceiro era Sérgio Azevedo, o quarto Pedro Lopes e quinto Zé Almeida.
A maioria dos pilotos sabe que o traçado de Most tem zonas onde a viatura salta muito e torna-se dificil controlar o carro, o primeiro piloto a ter esse problema foi Adam Karkuszewski que teve um despite violento terminando a sua prova logo na primeira volta.
A maioria dos pilotos optou apenas por uma paragem nas boxes, entre a volta 19 e 24 foram muitos os pilotos que foram às boxes e após muita troca de posições os pilotos voltavam a ficar ordenados para a segunda metade da prova. Assim sendo Zé Almeida ficava em primeiro lugar seguido por João Barbosa e o terceiro era Sérgio Azevedo.